A verdadeira verdade...



  É difícil por em palavras o que se sente ainda mais se é relacionado ao amor. Eu estou aqui tentando me abrir com você, deixando que as palavras se façam crescer e não deixem doer em nada. Vamos lá...
  Você quer uma verdade? Quando pediu para namorar comigo, não era pra eu ter dito que sim naquele exato momento. Eu estava em êxtase, estava apaixonada naquele momento e totalmente cega. Não, eu não menti quando disse que gostava de verdade de você. Não menti quando disse que te amava. Mas foi rápido demais. Em menos de um mês estávamos próximos de mais e você mesmo disse isso. Fizemos coisas que pessoas fazem com quase um ano de namoro. Isso foi errado? Um pouco. Mas o amor que me fez entregar a você. Me fez te desejar. Me fez confiar em você. Não estou dizendo que isso foi errado, mas também não foi certo.
  E assim aconteceu. Mas nós fomos nos conhecendo pouco a pouco. E eu fui te querendo mais e mais. Te amando mais e mais. E isso me fazia feliz. Tive coragem de enfrentar meus pais para dizer que eu queria namorar contigo e você teve coragem para vim aqui na maior tranqüilidade e falar com eles. Isso fez meu amor aumentar mais e mais, sabia? Porque é engraçado eu chegar para meus pais e falar: “Pai, vou sair com meu namorado.” Ou “Mãe, vou na casa do meu sogro.” É engraçado demais, novo demais para mim, mas também estou muito feliz.
  Eu olho as nossas fotos e sinto sua falta sempre. Penso nos nossos momentos juntos e sinto sua falta. Vou te querendo mais e mais.
 Eu fiz uma coisa muito errada e te contei, não foi? Eu senti remorso disso pela primeira vez. Não estava me sentindo bem com essa ‘traição’. Eu precisava te contar logo. Tinha que te falar ou aquilo me mataria por dentro. Você era fiel á mim e confiava em mim cegamente. Você me amava de verdade e eu te prometi contar tudo. Então te contei, não foi? E o que você fez? Você me abraçou e disse que ia ficar tudo bem. Olhou nos meus olhos e disse que me amava. Ah, como aquilo me doeu e me fez sorrir. VOCÊ REALMENTE ME AMA... eu pensei. Depois disso prometi a mim mesma que não mais faria esse tipo de coisas. Você é o meu AMOR, a minha PAIXÃO, a minha VIDA, o meu PRÍNCIPE...
 Mas também aconteceu certas coisas por fora do nosso namoro, mas que eram relacionadas á mim. Eu estava triste, magoada demais e muito infeliz por causa de um ‘amigo’. Eu sentia muita falta dele e precisava muito dele. Acabei me fechando um pouco, eu sei.
  Eu achava muito difícil te contar sobre ele e sobre esse sentimento, mesmo você sendo meu amigo/namorado. Parecia que sempre que eu tocava no nome dele você ficava com uma expressão triste. Decide não contar mais. Não gostava de te ver daquele jeito. Você era MEU ESPECIAL e não podia sofrer, ainda mais por minha causa.
 Ta. Eu resolvi tudo com ele e acabei me apegando muito a isso, mas eu parecia me afastar de você e não percebi. Me desculpe por isso. Queria rapidamente se aproximar do meu amigo de novo. Queria poder ficar abraçada com ele e dizer novamente que o amava. Mas tinha que ser de vagar porque eu sabia que seria difícil voltar a ser a melhor amiga dele novamente.
  Mas eu olhei para trás e vi que você ainda estava lá enquanto eu caminhava com meus desejos insanos. Me senti triste e com raiva de mim. Eu deixei para trás a pessoa que estava ao meu lado. Tentando me animar por causa desse sofrimento. Lembrei que você perdeu quase uma noite toda por minha causa, por eu estar passando mal. Me deu forças e ficou comigo desde sempre. Então eu sorri e voltei tudo. Lutei com todos os sentimentos de perda novamente e voltei para você. Mas você agora está pra baixo, com medo e triste. Está com medo de me perder e triste sei lá o porque. Estou aqui agora, ás 00:08hs escrevendo esse texto mal feito para ver se tiro um sorriso brilhante do seu rosto lindo novamente. Quero ver seus olhos brilharem, quero ver seu sorriso lindo, quero ver você rindo da minha cara com as minha loucuras, quero ver você me girando no ar e dizendo que me ama, quero correr com você e gritar para todo o mundo que eu tenho um namorado perfeito comigo e quero que todos me invejem.
  Te peço perdão por ter feito você sentir que iria me perder. A verdade? Eu também achei que isso fosse acontecer. Mas simplesmente olhei para trás e te senti, te vi, te degustei e degustei de todo esse amor que você me dá. Está um tipo ‘te quero de volta’, e mais uma vez para todo o sempre.

Nenhum comentário

Postar um comentário