Meu?


  
  Não consigo ver o futuro, quem dera eu poder fazer isso, aí poderia ver se você estaria nele ou se as visões que aparecem nos sonhos vão se realizar. E com isso eu poderia fazer de tudo para não acontecer.

  Mas nunca sei o que é e quem é. Mas por que tem que ser assim?
Não sei direito se mereço ou vou merecer. Mas tudo que se colhe se planta e estou com medo de plantar frutos podres.

  O que devo fazer para tirar essa angústia? Quem sabe eu não arranje uma arma ou simplesmente me jogue de uma ponte qualquer no meio das pedras.

  Só queria ser o que esse “...MEU...”, que ela disse significa.
Estou ao ponto de achar que você não é meu e sim dela.

  Mas uma coisa que eu percebo. O que falas sobre isso? NADA. Exatamente, NADA.

  Sabe como eu estou, sabe o que eu sinto e a sua vida vai numa simplicidade só enquanto a isso.
  Sei que o medo é grande, mas o que posso fazer se o amor é maior ainda?
  
  Só te aviso uma coisa. Quando você perceber que perdeu tente aprender que quando você é de alguém ninguém mais pode te chamar de “MEU”.

Nenhum comentário

Postar um comentário