Quem eu sou...?


  "Às vezes penso: “Quem ou o quê eu sou?”.Será que sou apenas como uma nuvem que passa por muitos lugares sem restar nenhuma recordação? Por apenas conhecer pessoas e nada restar? O que devo fazer para que isso mude? O que faço ou deixo de fazer? O que sou ou deixou de ser? Será que dentre tantas coisas que a mim ocorreram ainda ñ encontrei meu lugar, minha “missão”? Dentre toda minha vida, algo restou? Qual será meu destino? Qual será o meu amanhã? Deus, o que tenho que fazer?No decorrer de anos em que vivemos ocorre-nos vários fatos, fatos estes em que aprendemos, erramos, deixamos de realizar, enfim, marcam cada parte de nossas vidas. Será que escondemos aquilo que somos por medo, por vergonha, por bobagens ou para que outros vejam o que, supostamente, “devemos ser”? Com brincadeiras infantis (sem o mínimo de maturidade), total falta de respeito e palavras ofensivas (ex: palavrões) por meio de outros.Hoje me arrependo de muitas coisas, mas será que elas deveriam ter realmente acontecido? Como um exemplo de experiência em minha vida? Com base em “experiências”, tento não mais errar, porem, sem que planejasse ou quisesse elas voltam a ocorrer. Como muitos dizem e eu repito: “se eu pudesse voltar ao tempo!”, bem, se isso acontecesse e eu soubesse do que iria acontecer, ao menos tentaria mudar o curso das situações decorrentes ou então pedir desculpas por tudo o que fiz ou deixei de fazer e/ou a quem merece.Às vezes sigo a exemplo de um trecho de uma música: “Penso no que faço no que fiz e no que vou fazer”, mas nem sempre há de convir. Outra frase que nunca esqueço: “palavras podem machucar mais do que um tapa, mas também podem alegrar mais do que o melhor presente que podes imaginar, basta saber qual e como usá-la”.Quem eu sou?“Quem, é só a forma que deve ter um porquê e o que eu sou é um homem de mascara. Apenas enfatizei o paradoxo de perguntar a um mascarado, quem ele é?!”Máscaras são apenas objetos em que escondemos quem realmente somos, por tanto, não tenha medo do que somos, ou suponha que somos, e sim adquira nossas amizades para que possamos tirar nossas mascaras e, enfim, revelarmos quem realmente somos a quem realmente deve saber."

Autoria: Jonatan Rotondo

 

Nenhum comentário

Postar um comentário