3° - Sem desejos...



   E hoje ela acordou sem imaginar, querer ou simplesmente pensar em algo. Acordou como se fosse um dia mais monótono que o normal.
  
   Não tinha sono mesmo que tivesse dormido tarde por uma boa causa, de acordo com ela.

   Tinha sonhado? Tinha sim, só não se lembrava o que era exatamente ou simplesmente quem estava em tais momentos de algo surreal demais para acreditar.
  
   Mas acordou lembrando do passado recente aonde sorrisos eram raridade e essa realidade toda era algo mágico demais para fadas, duendes e princesas estarem presentes.
  
   Se arrumou e foi. Às 05:40 da manhã saindo de casa rumo a um dia de alegrias, tristezas e dúvidas infinitas.

Nenhum comentário

Postar um comentário