12° - Perdão...


  
  E ela, sem perceber nada, se afastou do seu motivo de crescimento na vida. Ela não percebeu nada. Só se foi, com os olhos vendados, puxada por alguém ou algo que queria esse afastamento.

  E mais uma vez ela não olhou em volta e não olhou para trás. Então não se ligou naquele ser que faz de seus sorrisos os verdadeiros. O ser que consegue fazê-la esquecer dos problemas e sorrir porque a faz feliz.

- Me perdoa?
- Promete não ir mais, Lua?
- Prometo, Sol.

  Estava resolvido? Não se sabe. Ela só queria Poder ver o rosto da única menina que ela amou desde que a conhecera. Ela a fazia feliz... Tentava pelo menos. E a deixava brilhar quando se recolhia depois de suas noites de astro lindo.

  O seu perdão não era a melhor coisa naquele momento, pois a melhor coisa era ver a sua melhor menina sorrir depois de lágrimas escorridas e divididas com ela.

  Então nesse momento foram palavras e mais palavras. Brilhos nos olhares. E alguns sorrisos direcionados a cada uma. A promessa? Será cumprida. Porque quando se ama as promessas e decisões são feitas. Por que? Por causa do amor.

Nenhum comentário

Postar um comentário