O espetáculo...





 “E era nada mais que um lugar mágico para os dois, mesmo sendo muito frequentado, nada mais importava ao redor além dos desejos que transpareciam dos olhares cativantes deles. Era tudo extremamente fora do comum, para simples pessoas que apenas se gostam.
   
  E num sentar vagaroso, Num movimentar-se bem distante por causa do vento, a praça, tão bela quanto eles, alinhava-se na forma mais, supostamente, perfeita para o casal que ali habitava.
   
  Algumas árvores ao redor. Alguns bancos em torno; aonde pessoas riam e brincavam surpreendentemente e não tinham a atenção dos dois. Sem falar no céu, que fazia tudo ir ao esplendor da vida com a sua lucidez num azul alvo cheio de estrelas que ao seu meio um astro de jeito amoroso e textura branca brilhava, fazendo com que a paixão dos dois aumentasse.
   
  E ali se tinha o mais lindo dos cenários que focava nos personagens principais aonde faziam sua melhor cena. E eles sorriram... Sabiam o quanto todos ao seu redor, e até mesmo os astros mais belos, os admiravam, e ajudavam, fazendo com que aquele momento fosse mais que perfeito. Fosse inesquecível aos olhos de toda criatura presente.”

Nenhum comentário

Postar um comentário