Espelho da alma...



Um tempo onde em vago conselho
Presente no vazio do passado
Em sombra refletida no espelho,
Entrega-se ao futuro nublado.

Um sonho incerto jamais visto,
Reflexo de uma alma partida
Dos desejos ao pensamento misto
Em coma na mente já esquecida.

Através de uma palavra dita,
Levou à morte tudo obtido,
Como em uma triste dor sofrida
De delírios por tempo vivido.


   

    Autor: Diogo Pereira

Nenhum comentário

Postar um comentário