Ineficiente...



  Naquele momento o tudo era um nada...
A chuva caía em cima de seus cabelos avermelhados
levando a alegria de sua alma até o buraco mais próximo...
Assim que ela se sentia... Em um buraco.
Um buraco vazio, escuro e sombrio...
Talvez ela até gostasse daquilo.
Dessa dor dilacerante... Dessa dúvida.
Mas naquele momento um abraço e um sorriso
seriam a melhor coisa do mundo.
"...menina boba." Ela pensara.
E isso a fez dar um sorriso meio amargo que veio de seus pensamentos.
Cada passo que ela dava era mais uma enxurrada de emoções
que se passavam pelo seu corpo em forma de arrepios.
Ela olhava para um... Sorria para outro... Beijava um... Amava outro...
Mas no final de tudo ela sabia o que iria acontecer.
Ela acabaria morrendo da pior forma de todas.
Com dor... Um apontada de dor à cada último segundo de sua vida.
E ela sorria por isso. Sentia que merecia tudo.
Tudo de ruim que a vida deveria lhe dar.
Talvez ela estivesse errada... Mas não queria pensar.
Já estava cansada...
Cansada de seus choros, de suas mentiras,
de suas raivas e de suas loucuras.
Cansada desse seu amor
que ela tem tanto pra dar, mas nunca soube como.

Nenhum comentário

Postar um comentário