Quando acaba...

Depois do fim
Você sente como se tivessem arrancado uma parte de você
E não foi a força
Foi lentamente
Como se estivesse se despedindo do seu corpo
Aproveitando os últimos momentos
Para levar algo de você
Se sente cansado
Perdido
Sem rumo...
Caminha como se quisesse jogar o corpo no chão
E esquecer da vida.
As pessoas poderiam passar por cima de você
Mas você não ligaria,
Pois na sua cabeça só há perda
A perda daquilo que foi tão bom
Mas que teve que acabar
Não porque quis
Mas porque tinha que ser
E você sabe que isso uma hora vai passar
Mas sabe, também, que não será agora.
(A Sonhadora)

Nenhum comentário

Postar um comentário