Sou o tudo que você nunca teve...




Percebi que todas as vezes que vens
O passado vem contigo
Não sei o que mais me dói
Sua presença
Ou o pretérito imperfeito que tivemos
E me pergunto até hoje
O que houve em todo esse tempo?
Onde estão todos os personagens dessa peça?
Onde está cada culpado?
Não sei se me arrependo
Ou se agradeço por tudo
Por todo erro que cometido
Por todo falso amor que demos
Pela dor...
Mas sei que sua presença
É um mar em fúria
Que pensa que vai me tirar da rocha onde me agarrei
Você é o fogo
Eu sou o mar
Você é a escuridão
Eu sou a luz
Você é a dor
Eu sou toda a felicidade que você nunca possuiu.
                 
(A Sonhadora)

Nenhum comentário

Postar um comentário